Atendimento

0

Frete Grátis

para todo Brasil

Descontos

em pagamentos à vista

Entrega local

retire na loja

Pague com cartão

em até 6x s/ juros

Segurança

loja oficial

25/11/2022

Derby Rédeas ANCR 2022

Grandes novidades, jantar de gala e o melhor do esporte marcaram o Super Stakes de Rédeas, torneio que abre oficialmente a temporada 2022/2023 da modalidade e encerra as provas oficiais deste ano. Promovido pela Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR), o evento realizado na cidade de Avaré (SP), no período de 09 a 12 de novembro, bateu recorde de inscrições e premiação, com um grande show na pista do Parque de Exposições Dr. Fernando Cruz Pimentel exibido por competidores de todo o Brasil e cavalos das raças Quarto de Milha, Paint Horse e Crioulo.

Com premiação em dinheiro de mais de R$ 100 mil, além de troféus, fivelas e outros brindes, a programação do torneio reuniu as provas do Super Stakes, para animais com 04, 05, 06 e 07 anos hípicos (gerações 2015, 2016, 2017 e 2018), do Super Stakes Classic, para animais com mais de 07 anos hípicos; do Snafle Bit, exclusivo para animais com 03 anos hípicos (geração 2019); e da Copa Cardinal Ranch, categoria específica para competidores que estão entrando para a modalidadeAs disputas tiveram transmissão ao vivo pela plataforma Ride2Play.

“Temos muito a comemorar. Foi um excelente ano para a modalidade de Rédeas. Tivemos recordes em todas as provas. O torneio cresceu também em premiação, valorizou cavalos e cavaleiros. O Super Stakes, por exemplo, teve o maior número de inscrições de todos os tempos. Assim, tivemos classificatória na Aberta e na Amador. Foram mais de 60 inscrições na Aberta, e mais de 50 inscrições na Amador. Então, realmente fechamos o ano comemorando, agradecendo e já pensando no planejamento para o próximo ano”, afirmou o Presidente da ANCR, Francisco Moura.

Entre as novidades dessa edição, destaque para o anúncio de bonificação no valor de cerca de R$ 250 mil (além da premiação da ANCR) aos campeões do Potro do Futuro 2023, que foi feito por um grupo de criadores formado pelo Haras Sacramento, Retiro Velho, Alphakatha Ranch, Renato Fumero, Tripol Ranch e Fernando Botteon, durante o jantar de confraternização do Hall da Fama e Melhores do Ano.

De acordo com Fernando Botteon, que foi o porta voz do grupo, se a premiação da ANCR para o campeão da Aberta N4 for estimada em R$ 50 mil, será acrescido mais R$ 150 mil de bônus ao valor, totalizando R$ 200.000,00 em dinheiro. Já para o Reservado Campeão Potro do Futuro Aberto N4, se a premiação ofertada pela ANCR for de R$ 50 mil (estimativa), o valor garantido na premiação extra será de mais R$ 50 mil, que, somados chega a R$ 100 mil em dinheiro. E para o Campeão Potro do Futuro Amador N4, se o prêmio da ANCR for de R$ 30 mil (estimativa), o valor garantido do bônus será de R$ 50 mil, alcançado R$ 80 mil em dinheiro.

Para o Presidente da ANCR, a bonificação anunciada traz perspectivas muito positivas para a modalidade. “A expectativa é muito forte e cada vez mais nessa linha de valorizar cavalos e cavaleiros. Como todos sabem, dependemos muito de patrocinadores e grandes criadores como esse conjunto de pessoas que vai oferecer essa premiação. Isso vai ser realmente uma mudança de patamar da premiação e valorização dos cavalos. E já começou a briga pelos títulos, pois a partir do anúncio feito no Hall da Fama e Melhores do Ano já sumiram os potros do mercado. Então esse é um negócio muito legal, porque realmente valoriza a modalidade e aumenta a procura pelos animais. Isso mostra que cada vez mais vamos ter mais treinadores e mais cavalo, e o show dentro da pista vai aumentar”, afirmou Francisco Moura.

Hall da Fama e Melhores do Ano

A premiação do Hall da Fama e Melhores do Ano foi outro ponto alto da programação. O reconhecimento aos cavaleiros, amazonas, criadores e animais que foram destaque na temporada 2021/2022 aconteceu durante Jantar de Gala realizado na quinta-feira, dia 10 de novembro, no Salão Roma, dentro do Hotel Villa Verde, em Avaré.

A cerimônia teve Direção da Jequitibá Comunicação Estratégica e apresentação da jornalista Fernanda Camargo. Na ocasião, o público estimado em 150 pessoas pôde conferir um pouco mais sobre a história de cada um dos homenageados por meio de vídeos e depoimentos apresentados, bem como acompanhar a entrega dos troféus aos mesmos.

Pelo Hall da Fama, foram escolhidos para receberem a honraria como Personalidade do Ano Lauri Deleu e Francisco Ramos. Já os Animais em Destaque foram Lady Flicker e Duque do Caajara.

“Nesta edição, eternizamos o Chico Ramos, que foi um grande Presidente e que fez muita coisa pela modalidade de Rédeas. Chico foi o responsável pela mudança das provas para Americana (SP), o que mudou o patamar da Rédeas na época, principalmente por conta da qualidade da pista, já que as provas passaram a ser realizadas em pista coberta. Também tivemos a Laurie Deleu, que foi uma referência para nós na época, onde não se tinha nada aqui no Brasil. Ela e o marido, Deleu, construíram tudo isso que a gente vem plantando, fizeram os primeiros alicerces da modalidade de Rédeas. Então ficamos muito feliz de ter eternizado essas duas pessoas, além de dois grandes cavalos, o Duque do Caajara e a Lady Flicker”, declarou Chico Moura.

Já os “Melhores do Ano” premiou na Categoria Melhor Cavaleiro Aberta, Jone Carlos da Silva, seguido de Ana Cristina Benevides, que faturou o prêmio na categoria Melhor Cavaleiro Amador. O Melhor Principiante Aberta foi Matheus Henrique Vieira, e o Melhor Principiante Amador foi Luisa Tomazela.

Gunner Diamond Again levou as premiações de Melhor Animal Aberta e Cavalo do Ano. Já  Junior Whiz ficou com o título de Melhor Animal Amador. O título de Melhor Reprodutor Geral foi para Gunner Dun It Again e o de Melhor Reprodutora Geral foi para Rock This Diamonds.

O prêmio de Melhor Criador Geral foi para Úbere Ranch. Já os criadores José Roberto Gamero e André Tripoloni foram premiados como Melhor Proprietário Geral.

Confira, a seguir, os campeões das provas.

SUPER STAKES

Na Aberta N4, o 1º lugar foi ocupado por Miguel Cruz com Energizer Kid, que marcou nota 223,5. O 2º lugar ficou para Roberto Jou Inchausti com Lord Panda, que marcou nota 221. O 3º lugar ficou para Jone Carlos da Silva com Colonel Whizkey Gun, que marcou nota 220.

Na Aberta N3, o 1º lugar ficou para Pedro Bertinato Ribaldo com Mr Heaven Del Rancho, que mereceu nota 214. O 2º lugar ficou para Marcos Antônio da Silva Jr. com Halfface Hollygun QR, que deixou a pista com nota 213,5. O 3º lugar ficou para Jonathan Cândido de Oliveira com Maka Badger Gunner, cuja apresentação recebeu nota 213.

Na Aberta N2, o 1º lugar ficou para Marcos Antônio da Silva Jr. com Halfface Hollygun QR, que terminou a prova com nota 213,5. O 2º lugar teve como co-campeões Douglas Noveti de Oliveira com Chex Country Pine LV, e Laércio Casalecchi Filho com Flockwhiztruck. Ambos os conjuntos receberam nota 212.

Na Aberta Master, o 1º lugar foi ocupado por Welington Teixeira com Shiners Sugar Chic, que recebeu nota 208,5. O 2º lugar ficou para Demetrius Jean Kotrozinis com Baby Shiner Blue LV, que deixou a pista com nota 207,5. O 3º lugar ficou para Welington Teixeira com LGV Optimustruckgun, que marcou nota 205.

Na Amador N4, N3 e N2, o 1º lugar ficou para Henrique de Melo Tripoloni com Whiz A Machine Gun, que recebeu nota 217,5. O 2º lugar ficou para Giovanna Diniz com Vegas Despacito, que marcou nota 215. O 3º lugar ficou para Davi Herrera Delgado com Perfume Whiz Dunit, que terminou a prova com nota 214.

Na Amador Master, o 1º lugar ficou para Beatriz Lara Resende com Reminic Win Whiz, que mereceu nota 201. O 2º lugar foi ocupado por Thomaz Luiz Cabral Menezes com Dun It Bambam LV, que marcou nota 199. O 3º lugar ficou para Beatriz Lara Resende com The Greatest Gun, que deixou a pista com nota 187,5.

SUPER STAKES CLASSIC

Na Aberta N4, Renata Mauri Ricci com Golden Little Cielo, e Jonathan Cândido de Oliveira com Whiz'n Dun It foram co-campeões. Ambos os conjuntos marcaram nota 215. Em 3º lugar ficou Jone Carlos da Silva com Sparkling Shine Whiz, cuja apresentação mereceu nota 214,5.

Na Aberta N3, o 1º lugar foi ocupado por Jonathan Cândido de Oliveira com Whiz'n Dun It, que terminou a prova com nota 215. O 2º lugar ficou para Luiz Fernando da Silva com Deacon Gold Cielo, que recebeu nota 210,5. O 3º lugar ficou para Pedro Vinicius Bruzomolini Valdambrini com Danny Boy Dunnit, que deixou a pista com nota 209,5.

Na Aberta N2, o lugar mais alto do pódio foi ocupado por Jonathan Cândido de Oliveira com Whiz'n Dun It 215, que marcou nota 215. O 2º lugar teve como co-campeões Pedro Vinicius Bruzomolini Valdambrini com Danny Boy Dunnit, e Leonardo Ramos Chaves Klopfleisch com Dual Pepto. Ambos os conjuntos terminaram a prova com nota 209,5.

Na Aberta N1, o 1º lugar teve como co-campeões Pedro Vinicius Bruzomolini Valdambrini            com Danny Boy Dunnit, e Leonardo Ramos Chaves Klopfleisch com Dual Pepto. Ambos os conjuntos marcaram nota 209,5. O 3º lugar foi ocupado por Wilson Junior Rodrigues de Souza com Leroy Olena, que recebeu nota 209.

Na Aberta Master, o 1º lugar ficou para Demetrius Jean Kotrozinis com Shesa Legends Whiz, que marcou nota 207,5.

Na Amador N4 e N3, o 1º lugar ficou para Valentina Cipolla Lunardini com Shootin Like Wanda, que deixou a pista com nota 211. O 2º lugar foi ocupado por Bruno Faleiros Abbud com Gunner Spook, que marcou nota 207. O 3º lugar ficou para Lucas Speck Cabral de Menezes com Dun It Lena, que terminou a prova com nota 206,5.

Na Amador N2, o 1º lugar ficou para Lucas Speck Cabral de Menezes com Dun It Lena, que marcou nota 206,5. O 2º lugar ficou para Francisco Emílio Costa de Moura com Spintricks BEM, que marcou nota 201,5. O 3º lugar ficou para Mayara Alves Bezerra com Reminic Big Jay Dan, que recebeu nota 200,5.

A Amador N1, o 1º lugar foi ocupado por Lucas Speck Cabral de Menezes com Dun It Lena, que mereceu nota 206,5. O 2º lugar ficou para Mayara Alves Bezerra com Reminic Big Jay Dan, que marcou nota 200,5. O 3º lugar ficou para Paul Gustav Schossig com Boy Wood Z.

Na Amador Master, o 1º lugar ficou para José Roberto Rocha Gamero com Rock This Boy, que recebeu nota 191. O 2º lugar teve como co-campeões Lauro Ayrosa de Paula Assis Jr. com Shootin Guns, e Fortunato Panachão Filho com That's Reminic Dan.

𝐒𝐍𝐀𝐅𝐅𝐋𝐄 𝐁𝐈𝐓

Na Aberta, o 1º lugar foi ocupado por Gilson Vieira Diniz Filho com Cat Special Nite, que recebeu nota 214. O 2º lugar teve como co-campeões Vinicius Nogueira Leal com Chepi Step Gunner, e Luis de Souza com Top Starbucks Whiz. Ambos os conjuntos mereceram nota 211.

Na Amador, o 1º lugar teve como co-campeões Astrid Annas com Chromed In Gotta Run, e Ana Cristina Benevides Chiattone Pinfildi com Don't Rooster.

COPA CARDINAL RANCH

Na Principiante Aberta, o 1º lugar foi ocupado por Abel Elias Gomes com Chics Gotta Whiz, que marcou nota 210,5. O 2º lugar ficou para Rammon Alves Farias com Marujo da Roraima, que mereceu nota 206,5. O 3º lugar ficou para Sinval Moreira do Nascimento com Whiz'n Dun It, que marcou nota 206.

Na Principiante Amador, o 1º lugar ficou para Rafael Gottardo Fabrin com Hollywood Smokingun, que mereceu nota 209,5. O 2º lugar foi ocupado por Rafael Gottardo Fabrin com Mercedes Dunit FMM, cuja apresentação recebeu nota 208,5. O 3º lugar foi ocupado por Erica Campo Dall Orto Leite do Amaral com Smooth Whiz, que terminou a prova com nota 207.

Na Jovem, o 1º lugar foi ocupado por Paulo de Melo Tripoloni com Shinning Tag, que marcou nota 71. O 2º lugar teve como co-campeões Luisa Tomazela com Galactic Tag, e Rafael Gottardo Fabrin com Mercedes Dunit FMM. Ambas as apresentações mereceram nota 70.

Na Jovem 10, o 1º lugar ficou para Ryan de Lacerda Moreno com Isa A Gunner, que marcou nota 69. O 2º lugar ficou para Lucas Romano e Barros com Steproosterahead, que recebeu nota 67,5. O 3º lugar foi ocupado por Lucas Ibelli Ferreira Muche com Sungod Dancer It, que mereceu nota 66,5.

Fonte:  ANCR (Associação Nacional do Cavalo de Rédeas https://ancr.org.br/
Foto: Foto Perigo/ANCR